22/02/2018 - CNC     Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que sua área técnica faça um monitoramento contínuo dos gastos do governo federal no processo de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro.

A proposta foi feita pelo presidente da corte, ministro Raimundo Carreiro.

Ele afirmou que esse monitoramento garantirá que os gastos respeitem as regras previstas para as finanças públicas e que não levem o governo a descumprir a meta fiscal.

O governo não informou estimativa de gastos com a intervenção na segurança do Rio, anunciada pelo presidente Michel Temer após desistência de aprovar a reforma da Previdência neste ano. Nesta semana, porém, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o governo analisa se a operação militar no RJ vai precisar de recursos extras e disse que eles podem vir de um remanejamento no Orçamento.

Isso significa que o governo pode tirar dinheiro de outras áreas para financiar a intervenção.








14/12/2018 - G1
Economia de 55% das cidades é sustentada por governos
 mais...
14/12/2018 - G1
66 municípios concentraram quase metade do PIB
 mais...
14/12/2018 - cqcs
Mercado continua concentrado no Sudeste e Sul
 mais...
14/12/2018 - CQCS
Nova modalidade de seguro é aprovada
 mais...
Página Inicial  .:.   Informações de Publicidade  .:.   Patrocinadores  .:.   Entre em Contato  .:.   Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn
© 2004 - 2018 - AMMS - Associação das Mulheres do Mercado de Seguros
Tecnologia EBTI