07/02/2018 - globo.com     Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn

A produção de caminhões cresceu 57,2% em janeiro de 2018, na comparação com o mesmo período do ano passado, informou a associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea. O avanço é muito maior que o segmento de veículos como um todo, que subiu 24,6%.

De acordo com a entidade, foram 7.045 caminhões feitos no mês, contra um total de 4.482 unidades em janeiro de 2017.

Um dos segmentos de destaque é o dos extrapesados, grandes caminhões que puxam mais de 45 toneladas, mas outras áreas começam a reagir, segundo Luiz Carlos de Moraes, vice-presidente de caminhões da Anfavea

"Vemos o varejo começando a crescer também, por conta da distribuição de produtos nas cidades."

Comparado a dezembro, quando 7.436 caminhões foram produzidos, houve uma pequena queda de 5,3%.

"Janeiro e fevereiro são meses de sazonalidade baixa, o ano está começando. Mas o número de vendas não foi ruim. Comparada a janeiro do ano passado foi um crescimento, mas a base do ano passado era baixo", afirma Antônio Megale, presidente da Anfavea.

Previsões
Como havia comentado no início do ano, a Anfavea mantém as previsões de crescimento para o ano.

"Esse número de 24,7% de crescimento que a Anfavea prevê é um número robusto e capaz de ser atingido", afirma Luiz Eduardo de Moraes, vice-presidente de caminhões da Anfavea.

No entanto, o executivo ressalta que o ano passado foi ainda muito fraco. "Lembrando sempre que a base (de 2017) é baixa", completa Moraes.

As vendas de janeiro também registraram alta de 56% em janeiro, com 4.594 unidades.








14/12/2018 - CNC
DPVAT terá redução média de 63,3% em 2019
 mais...
14/12/2018 - CNC
Mais de 40% não têm emprego compatível com o diploma
 mais...
14/12/2018 - CNC
CNC prevê que pagamento do 13º somará R$ 204,4 bilhões
 mais...
14/12/2018 - CNC
Analistas baixam estimativa para déficit primário
 mais...
Página Inicial  .:.   Informações de Publicidade  .:.   Patrocinadores  .:.   Entre em Contato  .:.   Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn
© 2004 - 2018 - AMMS - Associação das Mulheres do Mercado de Seguros
Tecnologia EBTI