07/12/2017 - CNC     Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Benjamin Zymler informou que o Ministério do Trabalho e a Caixa Econômica aguardarão o aval da Corte para concretizar o empréstimo de R$ 10 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o banco público. Segundo Zymler, o tribunal ainda avaliará a legalidade da operação.

O ministro afirma que o empréstimo "envolveria elevados riscos para o FGTS". A Caixa conta com esses recursos para manter o volume de empréstimos concedidos e atender às regras prudenciais do sistema financeiro. Vinculado ao Ministério do Trabalho, o FGTS é uma espécie de poupança do trabalhador.

Os empregadores depositam o equivalente a 8% do salário do funcionário, que pode sacar o dinheiro quando for demitido sem justa causa, se aposentar, contrair doença grave ou comprar um imóvel.








26/09/2018 - CNC
Produção diária de petróleo somou 1,9 11milhão de barris em agosto
 mais...
26/09/2018 - CNC
Presidente do Banco Central da Argentina renunciou ao cargo
 mais...
26/09/2018 - CNC
Compras com cartões cresceram quase 14%
 mais...
26/09/2018 - CNC
Regras para contratação de terceirizados são estendidas à empresa pública
 mais...
Página Inicial  .:.   Informações de Publicidade  .:.   Patrocinadores  .:.   Entre em Contato  .:.   Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn
© 2004 - 2018 - Clube das Luluzinhas Executivas de Seguros
Tecnologia EBTI