06/12/2018 - CNC     Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn

O economista-chefe do banco Itaú, Mario Mesquita, disse que a possibilidade de um crescimento mais acelerado da economia brasileira no próximo ano depende de uma aprovação rápida da reforma da Previdência.

Nas últimas semanas, o banco elevou a projeção de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 para 2,5%. A projeção anterior era de alta de 2%. A reforma da Previdência é considerada fundamental para o acerto das contas públicas e é vista pelos investidores como uma forma de manter a confiança na economia brasileira.

Neste ano, o banco avalia que as contas públicas devem registrar um déficit primário (receitas menos despesas, desconsiderando gastos com pagamento de juros) de 1,8% do PIB (R$ 120 bilhões) – um resultado melhor do que a meta definida pelo governo, que é de 2,3% do PIB (R$ 161 bilhões). Para 2019, se a reforma da Previdência por aprovada, o déficit deve cair para 1,3% do PIB.








14/12/2018 - G1
Economia de 55% das cidades é sustentada por governos
 mais...
14/12/2018 - G1
66 municípios concentraram quase metade do PIB
 mais...
14/12/2018 - cqcs
Mercado continua concentrado no Sudeste e Sul
 mais...
14/12/2018 - CQCS
Nova modalidade de seguro é aprovada
 mais...
Página Inicial  .:.   Informações de Publicidade  .:.   Patrocinadores  .:.   Entre em Contato  .:.   Twitter  Facebook  Google+  LinkedIn
© 2004 - 2018 - AMMS - Associação das Mulheres do Mercado de Seguros
Tecnologia EBTI